O que é BDI e como calculá-lo?

Toda obra necessita de planejamento dos custos envolvidos, tanto os diretos quanto aqueles que são menos perceptíveis. E muitos destes gastos podem ser previstos graças ao cálculo do BDI (Benefícios e Despesas Indiretas) com o auxílio do SINAPI.

Neste artigo você vai entender o que é BDI, como calculá-lo de forma eficiente e também como o SINAPI pode ser um parâmetro útil para a definição do preço final no orçamento de obra.

O que é BDI e como calculá-lo?

O nome BDI vem da expressão em inglês “Budget Difference Income”, que foi adaptada no Brasil para “Benefícios e Despesas Indiretas”. O BDI não pode ser ignorado, pois o preço final é encontrado ao incluí-lo junto aos custos diretos da obra.

Trata-se de uma fórmula que leva em conta alguns fatores ligados ao valor final da construção. São eles:

Administração Central (AC) — custos rotineiros com a administração da empresa (aluguel, recursos humanos, equipamentos etc.);

Margem de Incerteza (MI) — valor destinado para imprevistos que os seguros não abrangem;

Seguros (S) — é o percentual reservado para seguro básico, de mais ou menos 0,6%;

Garantias (G) — taxa de caução, títulos da dívida pública ou fiança bancária;

Custo Financeiro (CF) — quanto o que foi investido na obra renderia se fosse aplicado no mercado financeiro;

Margem Bruta de Contribuição (MBC) — lucro previsto

Tributos Municipais (TM) — relativo a impostos e tributos na esfera municipal;

Tributos Estaduais (TE) — sobre os tributos estaduais, como ICMS, por exemplo;

Tributos Federais (TF) — engloba as tributações na esfera federal, como o PIS e Cofins.

Essas variáveis serão colocadas em valores percentuais na fórmula do BDI:

BDI = (1 + (AC + MI + S + G)) (1 + CF) (1 + MBC) – 1

_______________________________

1 – (TM + TE + TF)

Para encontrar o preço final de venda (PV), o valor encontrado do BDI deve ser aplicado em outra fórmula, que também leva em consideração os custos diretos (CD):

PV = CD (1 + BDI/100)

Dessa maneira, o resultado encontrado da PV torna-se mais próximo da realidade, pois não inclui apenas os custos diretos de uma obra, mas também o BDI.

Sem a inclusão de despesas indiretas, o valor final da PV seria menor, mas não condizente com os gastos reais na construção. O orçamento não seria exato e o prejuízo seria inevitável.

Todavia, o cálculo correto do BDI também depende de outros fatores, como o SINAPI.

Como o SINAPI ajuda no cálculo do BDI

Em linhas gerais, o Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI) é um banco de dados e índices gerais que auxiliam a elaboração de orçamentos para obras públicas de construção civil.

Fruto de uma parceria entra a Caixa Econômica Federal e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o SINAPI também é útil para obras de fora do segmento público, principalmente pela praticidade de reunir em um só local dados atualizados sobre mão de obra, equipamentos e materiais de todo o Brasil.

Esse sistema traz muitas vantagens para o construtor. Uma delas é que o próprio SINAPI oferece alguns orçamentos de referência, que podem ser classificados nas áreas de edificação, pavimentação e saneamento.

Outra vantagem é que as tabelas do SINAPI mostram preços do Brasil inteiro e, por isso, você não precisa mais ficar refém de fornecedores de seu próprio município ou Estado. O leque de opções de insumos com melhor custo-benefício se torna maior, o que reduz custos na obra.

Os benefícios do SINAPI, portanto, são de fundamental importância na hora de se calcular corretamente o BDI, os custos diretos e, consequentemente, o preço de venda.

Conheça nosso sistema, nele temos os preços SINAPI e também a opção de adicionar o BDI em seus orçamentos online!

Related Posts